Arquivo da tag: Santa Catarina

as novas cores de blumenau

Semana passada foi a formatura da turma de novos pintores, agora formados pelo curso que a Suvinil ofereceu para os moradores dos abrigos em Santa Catarina. A ideia de melhorar as condições dos abrigos e oferecer uma oportunidade de capacitação profissional a todos os interessados nasceu na primeira visita que o Marcelo fez a Blumenau depois da catástrofre de novembro de 2008, quando começamos a buscar parceiros. E vieram boas parcerias e bons resultados. Esse vídeo foi feito por uma das alunas formadas que, como toda a turma, mostrou-se bastante motivada. Parabéns aos novos pintores pela determinação de trazer novas cores e novos ares pra Blumenau!

Anúncios

mobilização: mão na massa em santa catarina

Do dia 22 a 31 de julho, é dia de colocar a mão na massa em Santa Catarina. Todo mundo que se inscreveu no projeto Oasis pelo site, na etapa do jogo virtual, vai se reunir lá pra arregaçar as mangas e trabalhar – com a determinação de mostrar  que é colocando a mão na massa que se resolve os próprios problemas.

E a situação que Santa Catarina e as milhares de vítimas da catástofre do ano passado se encontram hoje é  problema de cada um de nós, sim!  Esse vídeo foi feito pela Digigarden e exibido no lounge do WGSN, durante a última SPFW, quando propomos essa mobilização. 

Quem ainda não se inscreveu, mobilize-se e já pra Santa Catarina. Quem não puder ir, mas puder colaborar pra dar mais condições de mais pessoas irem pra lá, também está valendo muito:  mobilize-se doando transporte, alimentação e hospedagem pra quem já tem disponibilidade  de ir pra lá. 

oasis mundi

 Connections (WGSN + Oasis Mundi) from DIGIGARDEN.

Aceite também o convite que Flávia Alessandra, Otaviano Costa, Rodrigo Leão e o Grupo RBS fizeram. Assista ao comercial.

participe da reconstrução de santa catarina

seminario2

De 9 a 11 de março, acontecerá em Blumenau o Seminário de Estratégia Habitacional de Blumenau e Região, promovido pelo IAB de Santa Catarina. Depois do desastre ambiental do ano passado, a iniciativa propõe uma discussão além de causas e consequências, na busca de soluções planejadas para a recomposição do urbanismo da região.

Marcelo fará uma palestra dia 9 com enfoque na auto-estima e valorização dos recursos simples, ao lado do arquiteto Henrique Pinheiro que falará sobre conceitos de sustentabilidade.

Programação completa e inscrições, no site do evento.

brasil unido!

blumenal

Rosenbaum,

Cara moro no RJ e ainda não consegui comprar minha casa, mas isso não vem ao fato, não estou escrevendo para pedir e nem perguntar nada para mim. Estive acompanhando o desastre de Santa Catarina e tive uma idéia meio audaciosa, o que você acha de bolarmos um BIG lar doce lar para as pessoas que perderam sua casa… Com a repercurção que o programa tem certamente conseguiríamos apoio financeiro de muitos patrocinadores e ajudaríamos essas famílias. Sei que é algo que o governo federal deveria fazer, mas também sei que nunca um programa reconstruir uma cidade. Além disso, poderíamos contar com a mão de obra da cidade inteira. O LUCIANO E VOCÊ SÃO CONSIDERADOS POR TODAS AS FAMÍLIAS QUE TIVERAM SUAS CASAS RECONSTRUÍDAS COMO UMA ESPÉCIE DE SUPER HERÓIS DOS NOVOS TEMPOS, COM PODERES DE MUDAR A VIDA DAS PESSOAS!!! POIS BEM SUPER HERÓIS TEM GRANDES PODERES!!! CERTO? E GRANDES PODERES TRAZEM GRANDES RESPONSABILIDADES!!! Sei que o que estou pedindo é muito grande, e acredito que o programa pode ajudar muito. Bom fico por aqui torcendo que vocês usem os seus poderes… Um abraço, Homero

 

ROSENBAUM RESPONDE

 

Homero,

Nesses dias de tragédia, estamos vendo um Brasil solidário, como poucas vezes vemos. Que me estimula mesmo a pensar que o mundo pode ser melhor!

Com consciência da responsabilidade, já estou me envolvendo pessoalmente em um trabalho, para ajudar as pessoas com o que posso, com meu trabalho.

Logo, logo conto mais no blog, você está convidado a acompanhar por aqui o desenrolar deste trabalho.

São pensamentos como os seus de solidariedade que ajudamos a melhorar o país. E não só a partir das tragédias.

Abraços