Arquivo da tag: Nova Schin

camarote devassa 2010

A novidade desse ano é que o tradicional camarote da Nova Schin no sambódromo da Marquês de Sapucaí abriu o espaço para a Devassa e lançamento da Devassa Bem Loura.  A ação faz parte do reposicionamento da marca carioca que foi comprada pelo Grupo Schincariol em 2007, com estratégia criada e produzida pela agência Mood.

Depois do camarote Nova Schin 2005 e 2006, apresentamos o Devassa 2010. O clima é de Carnaval na avenida e de Cabaré no camarote. O que vale é a fantasia – que com certeza já ganha outra dimensão pela presença da madrinha Paris Hilton, estrela da campanha publicitária.

Abre alas que a Devassa quer passar! Ou DANÇAR, COMER e RELAXAR nos três ambientes e momentos montados no camarote – todo vermelho, rosa, dourado e espelhado.

Essa é a  entrada pela avenida dos desfiles:

E essa a entrada  pela avenida de acesso. O logotipo da Devassa em neon, aplicado sobre fundo de capitonê dourado, convida quem passa, sem o menor pudor, só com o movimento do braço.

Além da estética, buscamos uma solução de conforto e funcionalidade para os 550 convidados, mais pessoal de serviço, que circularão por noite no espaço de 800m2.

No térreo, o PARA DANÇAR.

Com direito a palco e pole dance. O palco com recorte em rococó também faz referência aos cabarés franceses da Belle Époque. Os sofás têm desenho inspirado na Linha Coroa, Rosenbaum para Mannes.

No primeiro pavimento, o PARA COMER.

O grafismo das paredes e do teto segue o padrão do papel de parede, linha arabesco, Rosenbaum para Bobinex.  A cozinha show, a  mesa banquete e o buffet Fasano favorecem a camaradagem natural da festa.

E no segundo pavimento, o PARA RELAXAR, com serviços de massagem do Buddha Spa e vista panorâmica da avenida (que amanhã tem mais!).

*

Mais sobre o camarote Devassa 2010:

Camarote Nova Schin 2005, 2006 e 2010 – parceria com o Grupo Schincariol de outros carnavais, desde 2005

Camarote Devassa 2010 – conceito, imagens 3d e plantas baixas

Devassa Bem Neon – flagra da Devassa, em plena avenida de acesso

Devassa pelo Avesso – programa Avesso mostra a festa de esquenta no sábado de Carnaval e os bastidores do camarote

Anúncios

camarote nova schin 2005, 2006, 2010

A quatro dias da abertura dos desfiles do Carnaval 2010 no sambódromo do Rio, olhando da passarela, por trás dessa cortina, está o camarote da Nova Schin 2010, que será apresentado oficialmente amanhã em coletiva para a imprensa.

Por ora, aproveitando o embalo clássico da marchinha Recordar é Viver, lembramos dos camarotes da Nova Schin de 2005 e 2006, assim como deve ser!, inesquecíveis no quesito alegria.

Camarote Nova Schin 2006, veja mais fotos

Camarote Nova Schin, 2005, veja mais fotos

*

Amanhã, depois da coletiva, a gente vai abrir a cortina e contar mais sobre o camarote  2010.

*

“…Recordar é viver,
Eu ontem sonhei com você
Eu sonhei,
Meu grande amor,
Que você foi embora,
E logo depois voltou…”

Recordar é Viver, de Aldacir Marins e Macedo

do sambódromo para a piscina do marcelo

Essa semana chegou a amostra do vinil que será usado para revestir a piscina da casa do Marcelo.

Uma estampa que tem história aqui no escritório… Há uns 4 anos,  o Marcelo voltou de uma viagem ao nordeste, trazendo um manto de Maracatu. Colorido, imponente, brilhante, com cobertura de tradição, bordado pelas mãos do mestre que o vestiu. É bonito que chega a ser inquietante. O manto passou a fazer parte do nosso dia a dia. Já enfeitou vários lugares e é referência constante de estética e significados.

Usamos recortes de seus desenhos e cores em alguns dos painéis que cobriram as paredes  do camarote da Nova Schin, no sambódromo.

E forminhas de doce multicoloridas, uma a uma, para representar o bordado de lantejoulas do manto.

Aí, veio a coleção de louças Maracatu,  da Linha Brasil, criada para a Oxford, com lançamento durante a SPFW, em exposição montada no lounge do WGSN.

“Com seu rico manto bordado, o Caboclo-de-Lança é a figura mais emblemática do Maracatu Rural ou de Baque Solto, da Zona da Mata pernambucana. Encanta pela beleza colorida, óculos escuros, flor entre os dentes. Seu transe é alimentado por quinze dias de abstinência sexual e doses de cachaça com pólvora. É o Guerreiro de Ogum e carrega nas costas, sob a vestimenta sagrada, os chocalhos que marcam o ritmo eufórico da dança entre os versos entoados pelo Mestre.”

O manto já deu samba, pôs a mesa, virou exposição.

(E agora, mais uma vez,  o Marcelo vai mergulhar de cabeça na beleza do Maracatu!)

vertentes

O catálogo da exposição Vertentes Arquitetura e Design, que está acontecendo no Palácio Itamaraty,  é um material de registro bastante rico – na verdade, trata-se de um livro capa-dura de mais de 150 páginas. Selecionamos algumas páginas que mostram o nosso trabalho, exposto na Galeria Morar Trabalhar Morar e na Concha Televisão.

v1Galeria Morar Trabalhar Morar, texto do curador Carlos Perrone

v1a1WGSN SPFW e Residência

v1bRestaurante Shimo e Residência

v21Camarote Nova Schin

v3Melissa SPFW

 

 v4Televisão arquitetura e espetáculo

v5

v6Arquitetura Espetáculo, texto de Evelise Grunow

v6aLar Doce Lar, Família Hundadze, SP

v6bLar doce Lar, Família Hundadze, SP

v7Lar Doce Lar, Família Pereira, SP

v8Lar Doce Lar, Família Amorim

v9Lar Doce Lar, Família Quesada, RS

v101Lar Doce Lar, Família Oliveira Silva, SP

v111Lar Doce Lar, Família Oliveira Silva, SP

v121Lar Doce Lar, Família Carvalhal, RJ

v13Lar Doce Lar, Família Carvalhal, RJ

v14Lar doce Lar, Família Freitas SP

v15Lar Doce Lar, Família Amorim na Concha Televisão

Vertentes arquitetura e design
Realização:
Fundação Armando Alvares Penteado
Oraganização:
Maria Izabel Ribeiro – MAB – FAAP
Curadoria:
Carlos Perrone
Pesqusia e legendamento:
Evelise Grunow

camarote nova schin 06

carnaval-nova-schin_71

nova-schin-2006_45

carnaval-nova-schin_10

nova-schin-2006_40

carnaval-nova-schin_111

315

carnaval-nova-schin_13

125

carnaval-nova-schin_15

carnaval-nova-schin_16

nova-schin-2006_6

215

nova-schin-2006_35

nova-schin-2006_63

nova-schin-2006_541

417

camarote nova schin 05

123

213

314

416

513

68

78

revista experimenta, n59, 07: poor little rich girl

texto BIA VILLARINHO