Arquivo da tag: Jackson Araujo

melissa et circenses, spfw janeiro 10

Mais sobre o lounge.

Fotos de Douglas Garcia.

Trilha de Jackson Araujo.

Anúncios

autênticos docksides mr

Para comemorar os 40 anos dos docksides Sebago, Jackson Araujo assinou uma edição especial de 40 pares, a Chão de Estrelas – inspirada na canção de Silvio Caldas e Orestes Barbosa, com o tema “quem brilha, caminha sobre um chão de estrelas”.

O modelo tem as cores do Brasil e uma estrela gravada no calcanhar, com as iniciais do feliz  presenteado.

É o Jackson quem conta mais:

“Quando pensei nesse dockside, tinha uma ideia de celebrar a nova década. Pensei também em Torquato Neto, que em um de seus manifestos da Tropicália disse: “O século 21 será dos trópicos.” Assim, pensei no sapato como uma homenagem para a década que será daqueles que sabem como se equilibrar mesmo num dockside sem salto. No caso, nós, os brasileiros!!!”

O Marcelo (que aí na foto não está vestido de “doirado”) adorou e agradece!

a exposição da linha caruaru na micasa

Para o lançamento da Linha Caruaru, montamos uma exposição com os móveis na loja Micasa.

A cena ficou assim:

1_fachada

2_xilos

3_xilos_abre

4

5

6

7

8

9

10

Ao som de O Sertanejo Escandinavo, trilha especialmente assinada pelo Jackson Araujo.

Animada pela  A Saga do Homem Entusiasmado,  vídeo produzido pela Cherry.

(Tudo fotografado pelo Douglas Garcia.)

Leia mais sobre a Linha Caruaru: o convite, a exposição, a trilha, o vídeo, o catálogo, as xilogravuras de J.Borges, o falatório.

shhh.fm – faça silêncio pra escutar boa música

Esse é o novo site de Jackson Araujo, como ele mesmo apresenta, sua “nova aventura musical online”. E pra nossa alegria, Jackson dedicou o seu post número 1 para a trilha sonora que criou para o  Loft do Jovem Colecionador de Arte, que montamos na  Casa Cor Peru . O resto é melhor você ouvir por você mesmo (lembre-se: em silêncio porque é pra escutar boa música).

shhh

welcome 284 e louis vuitton

Inaugurada recentemente, a nova loja da Louis Vuitton em Tóquio….

louis-vuitton-underground-store-1-540x311

louis-vuitton-underground-store-4-540x308

…lembra muito o nosso projeto da 284, inaugurada em novembro de 2008.

284_3

284_4

284_2

O nosso amigo Jackson foi quem percebeu e a gente só pode concordar com ele.

casa cor peru abre hoje

casacor-peru-021

casacor-peru-051

 

 O Loft do Jovem Colecionador de Arte, na Casa Cor Peru, está pronto pra receber visitas até dia 2 de novembro.

Aqui as primeiras imagens (outras mais profissionais virão!) e nosso muito obrigado especial para a Dpot pelas duas poltronas Paulistana, do Paulo Mendes da Rocha; ao Antonio da Livraria BKS, à Editora SENAC e à Metalivros  pelos livros de arte e arquitetura; à talentosa Mercedes que fez as cortinas direto de Pirenópolis para Lima e a Bárbara Wagner pelas fotos incríveis.

Tudo isso ao som do nosso querido Jackson Araujo, que montou uma trilha à altura do melhor da arte.

Sucesso para o trabalho de todos!

Quem quiser conhecer melhor do que o Jovem Colecionador gosta, as obras usadas são dos artistas Cristiano Fuchs, Adriana Tomatis, Ana Teresa Barbosa, Elibedon, Marco Albuquerque, Harry Chaves, Veronica Wiese, Nicole Frenchy e Marco Testino.

linha brasil para a oxford

MARACATU
“Com seu rico manto bordado, o Caboclo-de-Lança é a figura mais emblemática do Maracatu Rural ou de Baque Solto, da Zona da Mata pernambucana. Encanta pela beleza colorida, óculos escuros, flor entre os dentes. Seu transe é alimentado por quinze dias de abstinência sexual e doses de cachaça com pólvora. É o Guerreiro de Ogum e carrega nas costas, sob a vestimenta sagrada, os chocalhos que marcam o ritmo eufórico da dança entre os versos entoados pelo Mestre.” 

maracatu

maracatu21
IEMANJÁ
“Sereia, Princesa do Mar, Janaína, Inaê, Dandalunda, Nossa Senhora das Candeias… É a protetora das viagens e dos amores. O mar é sua eterna morada e para onde leva os amantes. Ela gosta de perfumes, rosas, colares, pentes e tudo o que é elegante e feminino. Sábado é seu dia. Azul e branco, suas cores. Deusa marinha como Afrodite, deu à luz as estrelas, as nuvens e os orixás. De seu ventre nasceram Xangô, Oiá, Ogum, Ossaim, Obaluê e os Ibejis. Ela é mãe. A Mãe D’Água.”

iemanjaiemanja2
CARROCERIA DE CAMINHÃO
“Com as carrocerias pintadas de motivos que lembram grafismos indígenas, os caminhões cruzam o Brasil transportando, além de cargas pesadas, vidas cheias de sonhos. São as moradias de homens que, cansados de um amor em cada porto, ao contrário dos marinheiros dos romances e folhetins, agora viajam com toda a família a bordo.Transitam pelas BRs sem endereço fixo e transformam os postos de gasolina em hotéis. Seu verdadeiro luxo: poder amar sobre quatro rodas.”

carroceria1carroceria2
CHITA
“Se a cultura popular tivesse um sudário, seria a chita. Tecido ordinário, de algodão, estampado, colorido, traz impresso o jeito simples de viver do Brasil. Veste as donzelas nas festas juninas, alegra os bonecos de Olinda, dá vida à saia do Bumba-Meu-Boi, adocica a virilidade dos cavaleiros do Divino, decora a toalha de mesa, envolve a almofada da renda de bilro, deixa mais feliz o colchão e a colcha da cama do sertão. Diz que veio das Índias, mas seu RG é bem brasileiro.”

chita1

chita2

RENDA
“Olê muié rendera, olé muié rendá, tu me ensina a fazê renda, que eu te ensino a namorá…” Os versos que já embalaram tantos amores traduzem a poesia das mãos que fazem a renda Renascença. Tudo começa com o risco dos arabescos. Depois, a trama de linha, como galhos e espinhos da caatinga, une tudo em pontos chamados de abacaxi, besouro, flor,caramujo, arroz, pipoca, balaio, amor… E assim são tecidos os romances sob o ouro da luz da lamparina.”

 
Textos de Jackson Araujo

 

renda