Arquivo da tag: FSC

ROSENBAUM RESPONDE – favela surf clube

Tem um monte de gente interessado em vestir a camiseta do Favela Surf Clube e entrar nessa onda de bombar o trabalho da ONG. É uma criação da Reserva, marca de roupas carioca, e as encomendas devem ser feitas para eles no e-mail marketing@usereserva.com.br ou direto nas lojas.

Olha o shape dela, de frente:

e de costas:

*

Respondendo:  o tapete em forma de ovelha que aparece no vestiário masculino, sim, é da Tok & Stok.

*

Respondendo:  Nas paredes do auditório, o aspecto de concreto, na verdade, é uma tinta especial, chamada Efeito Concreto Aparente Suvinil.

*

Anúncios

ldl 38 – favela surf clube

Depois que o menino Naamã viajou com Luciano Huck e realizou seu sonho de surfar com Kelly Slater no Hawai, nem ele, nem o Favela Surf Clube foram os mesmos. Aconteceu que o FSC, ong que Naamã frequenta e que resgata jovens do complexo Cantagalo Pavão Pavãozinho através do surfe, foi escolhida para o primeiro Lar Doce Lar Social. Como disse Rogério, que é coordenador do FSC, “ o meu sonho é realizar o sonho deles”. Good vibes, galera!

FSC antes

Em um espaço de mais de 300m2, o desafio fundamental foi de melhorar o acesso, a ventilação e a iluminação que eram muito restritos, criando um ambiente funcional e acolhedor para os jovens.

¨

¨

¨

¨

FSC depois

A partir daí, a reforma foi pensada para resolver as necessidades já existentes e, principalmente, através da criação de novos espaços, abrir novas possibilidades de trabalho e organização para o Favela Surf Clube.

Pensando assim, optamos pela loja logo na entrada, para que os visitantes possam conhecer a produção FSC e que essa marca seja fortalecida como uma fonte de recurso para a ONG. Foram definidos espaços para o escritório, o auditório, o salão de atividades integradas e a fábrica de pranchas com as salas de funções específicas. Além da cozinha e dos vestiários.

A loja acompanha a estética  do surfe, com piso de deck e displays e estantes feitos com o reaproveitamento do cedrinho – que é a madeira utilizada na obra para andaimes e tapumes.

A mesa é montada com cavaletes da Tok e Stok e tampo de vidro cortado no tamanho.

¨

¨

O corredor, que era aquele túnel escuro, ganhou luz com a abertura de janelas em todas as salas e personalidade com grafite do Acme, artista da comunidade.

Técnicamente, a sala de lixa deve ter as paredes escuras para contrastar com o shape e facilitar o trabalho. Em vez do preto, optamos pelo verde, que causa o contraste necessário, mas não escurece tanto.

A fábrica de pranchas foi distribuída em cinco salas, que se comunicam internamente: lapidação, lixa, resina, pintura e lixa d’água.

¨

¨

¨

A antiga salinha de vídeo deu lugar ao auditório, com arquibancadas de alvenaria, para acomodar mais gente, com mais visibilidade. Do jeito pra receber visitantes da comunidade. A onda é desenho do Bruno Dias, nosso pratinha da casa.

Toda a hidráulica e a elétrica são aparentes, para entrar na estética mais jovem e pra reduzir custos.

¨

¨

A prancha com o morro retratado é mais um obra do Acme.

¨

¨

¨

Favela Surf Clube, logo criado pelo designer Glauco Diogenes.

*

O Favela Surf Clube funciona na Rua Saint Romain, 200, no Morro do Cantagalo, Rio de Janeiro. Mais informações, envie um e-mail para favelasurfclube@gmail.com ou fale com o Rogério no (21) 8806-0669 ou com o Thiola no (21) 9774-0042.

*