Arquivo da tag: Caldeirão do Huck

a festa é sua: lar doce lar dona conceição

A primeira boa impressão foi a que ficou: no coração e na casa de Dona Conceição sempre cabe mais um.  Uma mãe sorridente e falante, de 53 filhos, entre os quais dois biológicos e 43 que vivem com ela numa casa em Pelotas, no Rio Grande do Sul. Consultora espiritual bastante conhecida na cidade, faz seus atendimentos em casa.

Dona Conceição, a festa é sua!

A casa foi doada há cerca de 10 anos e levou uns 4 anos sendo ajeitada com recursos de doações: ficou com 3 pavimentos, 7 quartos, um terraço não muito grande e pouco aproveitado, cozinha, a sala de atendimentos, 3 salas de estar e área de serviço.

Pouca luz e pouca ventilação.

Apesar de grande,  o espaço  era muito mal aproveitado. Não havia camas nem armários suficientes e muitas crianças dormiam em colchonetes.

antes

depois

lar doce lar 36 – família do carmo

Do alto do Morro Dona Marta, de onde se vê a baía de Guanabara e o Cristo Redentor, as vielas da favela têm nome e as casas têm número.  Na rua das Roseiras, fica a casa de Raimunda – 31 anos, mãe de Isabela de 16, Isaac de 11 e Gabriel de 9 anos.

Ela tem curso de manicure e de cabeleireira. Mas por conta de uns tombos que andou levando, arranjou uma lesão na coluna e perdeu o emprego que tinha no Flamengo. Já teve salãozinho em casa e agora atende quando dá. Na foto de baixo dá pra ver a placa do antigo salão…

A casa estava construída praticamente dentro de um buraco, com um desnível de 1,70m abaixo da rua.

Toda a  família de Raimunda mora na rua das Roseiras. São 17 pessoas em 4 barracos, de 2 cômodos,  improvisados como era o dela. Ficam em terrenos totalmente fora dos padrões, como esse de  3,72m de largura por 10m de comprimento.

Os terrenos em declive dificultam em muito o acesso às casas e o transporte do material de construção. Para ajudar, a própria comunidade agilizou um bondinho, que percorre 4 estações pelo morro.

A antiga casa foi totalmente demolida e o terreno nivelado à altura da rua, onde foi construído o térreo da nova casa e o pavimento superior.

Optamos pela construção seca (steel frame), pra facilitar a subida dos materiais, já que as estruturas e as placas cimentícias são leves e o acabamento se resolve praticamente só com pintura. Outro ponto a favor da construção seca é que ela gera pouco resíduo na obra. Ou seja, não tivemos entulho pra remover.

No lugar das festejadas lajes do morro, instalamos um telhado verde, que traz mais conforto térmico para a casa, fica mais bonito e só deixa o churrasquinho de domingo mais gostoso. E muito importante: em terrenos em declive, o telhado verde ainda vai retardar as águas das chuvas, ajudando a combater alagamentos e desmoronamentos. 

*

Presente para a comunidade

A nova casa da Raimunda foi pensada para atender às necessidades do dia a dia da família Do Carmo, mas também como modelo que poderá servir a qualquer família dentro do perfil da comunidade, com a possibilidade de aumentar a área e até de abrir um negocinho próprio.

Esse projeto de soluções  foi doado pelo Lar Doce Lar  para a comunidade Santa Marta  e entregue em mãos  para o Secretário de Planejamento e Obras do Rio de Janeiro, Sérgio Dias.  Contempla as seguintes opções:

1 quarto + banheiro + copa/cozinha + sala + lavanderia
1 quarto + banheiro + copa/cozinha + sala + lavanderia + área para uso comercial
2 quartos + banheiro + copa/cozinha + sala + lavanderia
2 quartos + banheiro + copa/cozinha + sala + lavanderia + área para uso comercial
3 quartos + banheiro + copa/cozinha + sala + lavanderia
3 quartos + banheiro + copa/cozinha + sala + lavanderia + área para uso comercial

amanhã tem lar doce lar, em novo horário

ROSENBAUM RESPONDE – martiniano

Salve, salve simpatia! Geise, seus cinco filhos e seu irmão deram show. Segue o nosso ROSENBAUM RESPONDE da família Martiniano, com as perguntas feitas aqui no blog e com um sorriso nos lábios só de lembrar a alegria deles.

Qual a tinta usada no quarto dos meninos? É da Suvinil, efeito aço escovado cor prata – está no catálogo de efeitos decorativos.

Qual é o sofá da sala? É o sofá Yoko, da Tok & Stok.

yoko

E sobre o telhado que o Luciano falou? É Brasilit, telha Tipo Shingle, cor tile red blend

As cadeiras da sala de jantar são da Tok Stok? Sim, são as Eames ds Wood.

eames ds wood

Qual o aparelho usado no banheiro? É um sistema que inclui o chuveiro e o aparelho verde que aparece no chão do box. Chama-se Kit Rewatt, que reaproveita o calor da água que sai do chuveiro, usando uma serpentina para  pré-aquecer a água fria da caixa d’água, podendo reduzir em até 50% o consumo de energia.

A parede da sala é uma pintura? Não, é papel de parede, da Coleção Grafismo Rosenbaum para Bobinex, Linha Arabesco, padrão Africano, preto, ref. 1839.

E o quarto das meninas? Queria saber das paredes e sobre os espelhos… Nas paredes foi usado papel de parede também da Coleção Grafismo da Bobinex, Linha Azulejo, Padrão Flor, vinho, ref. 1858. E o espelho é o Barrock, cor branca, de 104X108 cm.

barrock

linha-azulejo-flor

Que tinta é aquele azul da área externa? É Suvinil, azul R083.

Que tamanho tem o terrreno? 160m2.

estudo ff

antes_depois_peq

A parte interna é coberta ou não? Como fizeram pra deixar tão clarinho? A parte interna não é coberta, formando assim um pátio interno. Uma ótima solução para iluminação, conforto térmico e ventilação, que eram grandes desafios dessa reforma.

lar doce lar 35 – família martiniano

1_fachada

2_antes

3_antes

antes_depois_peq

1_sala

2_sala

3_sala

4_area interna

5_churrasqueira 2

5_quarto rosa

6_quarto cinza