Arquivo da categoria: conteúdo

LAR DOCE LAR – FAMÍLIA MOURA

Veja a cobertura completa do programa Lar Doce Lar exibido no último sábado (05/06), no programa Caldeirão do Huck.

Marcelo Rosenbaum também convida você a conhecer o portal do projeto “A Gente Transforma – Parque Santo Antônio com Suvinil ao Vivo”.

Assita ao video:

Anúncios

o arquiteto descalço

Essa matéria da Revista Florense de Arquitetura traz Johan Van Lengen, conhecido também como o arquiteto descalço. Bioarquiteto holandês, residente no Brasil, ele é o autor do livro Manual do Arquiteto Descalço, publicado em 2008 pela editora Emporio do Livro, que mostra de maneira bem didática técnicas e maneiras de construção em harmonia com a natureza. Ficam as dicas de leitura.

“O  holandês Johan Van Lengen morou mundo afora e chegou ao Brasil nos anos 1960, encantado com o modernismo de Brasília. Pai da bioarquitetura, defende projetos que interajam com o meio ambiente de forma mais racional e prega, às vésperas de completar 80 anos: “temos que mudar os arquitetos”.”

Clique nas imagens para ler a matéria completa.

Por Beto Rodrigues, Revista Florense Arquitetura, outono 2010, n 25, ano 7.

festival da construção leroy merlin

O tabloide Festival da Construção Leroy Merlin está nas lojas de todo Brasil. Para essa edição, criamos o Vida Nova em Construção, que é o projeto de um espaço de trabalho que também pode virar um novo projeto de vida.

O sonho de trabalhar perto de casa. Cada vez mais gente tem e com mais razões para ter: que vão desde conforto e segurança até as questões fundamentais (e urgentes!) ligadas à sustentabilidade do nosso planeta. O lado bom é que a realização pode estar muito perto, por que não no quintal da sua casa. Apresentamos um projeto, usando como referência uma área de 5m X 8m, de um espaço compacto e funcional, que integra salão, biblioteca, cozinha, mezanino e banheiro; com telhado verde e aproveitamento de água por sistema de cisterna. Adaptável para um bom escritório, ateliê ou oficina, a menos de dois minutos a pé da sua casa. Mais que um novo endereço profissional, uma mudança de vida que, de cara, já traz ganhos de praticidade e organização para trabalhar, escolhas de respeito com os recursos naturais, conforto térmico e segurança. Uma proposta tentadora para você construir sua mudança e trazer mais qualidade para sua vida profissional e pessoal. O restante você segue construindo com o seu talento. Bom trabalho.

Dicas:

-O painel de blocos de vidro ilumina a escada, deixando seu uso mais seguro, e traz luz natural para o salão e para o mezanino. Fica bonito e econômico.

-O espelho d’água é um ótimo recurso para dividir a área de trabalho da área de serviço, segmentando o espaço sem perder a visibilidade e sensação de amplitude do ambiente integrado. Fora que para quem está trabalhando a água já traz um conforto.

Bricolagem:

-Para montar os bancos, é simples e rápido: a base é um kit sapata de vergalhão e o assento recortado na medida de uma chapa de tetrapack.

-Os mesões  de trabalho acompanham: com estrutura de vergalhão de aço e tampo de compensado pintado com tinta branca.

-O mural de referências é feito de tela de aço leve, pintada de branca, soldada na parede.

-O corrimão da escada e o guarda-corpo do mezanino são feitos de vergalhões e 19mm e 10mm, pintados de branco.

¨

¨

marcelo no indaba

Ontem o Marcelo falou no Indaba Design, no primeiro dia de conferências desse que hoje é considerado um dos principais eventos criativos do mundo, que está acontecendo em Cape Town, na África do Sul. Ele saiu bastante satisfeito, animado com a reação da plateia. Esse é o post  publicado no blog do Indaba e conta as boas impressões deles. (Hatuna matata!)
*

di conference | day 1 | marcelo rosenbaum

It seems to be the trend to use the old to create the new. But Marcelo Rosenbaum does it with flair.

Posted February 25th, 2010.

If there was anything that had be transfixed on Marcelo Rosenbaum, it was most definitely the personality and the passion he had for what he was doing. He was probably the first presenter to stand up in front of the audience and actually speak to them as if he was speaking to family and friends. And while the language barrier proved to be a slight problem, he definitely got his message across.

Rosenbaum is a celebrity in Brazil. I’ve heard this many times and never quite understood why he was so big there. But hearing him speak I get why. His work focuses on the underprivileged, those that don’t have a lot in their lives and he works to try give them as much as he can to improve their lives. He does this through his very own extreme home makeover TV show in Brazil – Home Sweet Home. And for this he has garnered a strong following.

But it is how he goes about doing this that really makes him interesting as a designer. Rosenbaum believes in sticking to culture and to tradition when designing, using what the people have and drawing on the past cultural heritage when decorating their homes or creating his own products. For example, many of his products draw on myths as themes, from the sea princess, to indian symbolism as well as clay making and old techniques of embroidery.

And he has managed to succeed on a vast scale. So much so that he was in charge of setting up and putting together a VIP room for one of Brazil’s largest cultural events and got away with creating a venue entirely opposite to what anyone would expect of a VIP room. From the photographs, it almost looked like a child’s room mixed with various items representing Brazilian society and he did it all by hand. The clients loved it and have asked him back every year since to work his charm on the cultural festivities.

He believes people need to find a way to give back to society and support the communities and for Rosenbaum that means helping those in the favelas to have a better life by giving them an identity – even if it’s just one person at a time.

j. borges, de bezerros para são paulo

Amanhã, sábado dia 30, 11h,  é a abertura da mostra A Arte de J. Borges: do Cordel à Xilogravura, com a presença de J. Borges.

De acordo com os curadores Pieter Tjabbes e Tânia Mills, a proposta da exposição é mostrar, além da obra, o percurso desse artista autodidata, que hoje está entre os nossos grandes artistas populares com reconhecimento internacional; seu percurso de vida e expressão artística, que abrange a literatura de cordel e a xilogravura. A montagem traz um pouco da casa do artista, fotos e gravuras de seus familiares e aprendizes e ainda  um tanto de Bezerros (sua cidade natal, no agreste de Pernambuco).

Além de admiradores de seu trabalho, J.Borges nos deu a honra de criar a logomarca e duas xilogravuras que estampam a Linha Caruaru de móveis, inspirada na Feira de Caruaru, lançada em 2009 com a Micasa.

Ao lado da logo, a foto é da  Poltrona de Pau da Linha Caruaru,  cor Amarelo Sol do Agreste, que também estará na exposição, acomodando os visitantes da sala de vídeo.

+

A Arte de J. Borges: do Cordel à Xilogravura

de 31 de janeiro a 28 de fevereiro de 2010

Caixa Cultural São Paulo

Praça da Sé, 111  são paulo sp

(11) 3321 4400

terça a domingo, das 9 às 21 h

entrada gratuita

o poder da mudança através do social

Dentro do contexto do Seminário de Moda e Tendências WGSN ( o post de ontem, logo aqui abaixo), onde foi proposto o tema O PODER DA MUDANÇA, o Marcelo definiu falar sobre O PODER DA MUDANÇA ATRAVÉS DO SOCIAL, como uma oportunidade importante  de amarrar o nosso  trabalho apresentado na edição passada da SPFW, nesse mesmo seminário e depois durante a semana no lounge WGSN.

Relembrando:  a macro tendência proposta na edição passada foi Conectividade. E a interpretação que demos foi CONECTAR É MOBILIZAR, transformando o lounge do WGSN num qg do projeto Oásis, empenhado na reconstrução de Santa Catarina pós tragédias climáticas 2008/09, em plena Semana de Moda de São Paulo, como um espaço pensado para ampliar e diversificar as conexões do Oásis e,  portanto, suas oportunidades de êxito.

Passados esses seis meses, nada mais gratificante do que mostrar o fruto dessa mobilização – foi o vídeo que o Marcelo apresentou sobre o trabalho do Oásis em Blumenau, e o poder de mudança que apoiar e estimular as comunidades pode trazer até nas situações mais adversas.

Essa é a síntese da conversa de ontem, que na sequência do Oásis, o Marcelo ilustrou com outros projetos do escritório, como a  Biblioteca Para Todos, o projeto de casas para o Morro Santa Marta doado para a Prefeitura do Rio e a Coleção Jalapa feita com artesãs do capim dourado do Jalapão.

O bom de contar isso aqui é conseguir cada vez mais conexões, que mobilizem mais e mais pessoas, que consigam reconhecer e ter reconhecido o seu poder de mudar. Essa é a tendência que a gente quer mais e mais seguir com nosso trabalho.

o poder da mudança

O PODER DA MUDANÇA foi o tema apresentado hoje no  Seminário de Moda e Tendência promovido pelo WGSN, no Shopping Iguatemi, evento que faz parte do calendário da SPFW. A abertura foi feita por Andrea Bisker, que é diretora WGSN América Latina; na sequência Lorna Hall que é editora chefe Retail Talk WGSN falou sobre Direção de Tendências; Simon Collin, que é reitor de moda da Parsons (Universidade de design em Nova Iorque) sobre O Poder da Mudança Através da Educação e o Marcelo fechou o evento com o tema O Poder da Mudança Através do Social.

Esses são os vídeos apresentados para ilustrar o tema O Poder da Mudança, e cada uma das macro tendências; Sensory, Timelines e Fair & Square, propostas pelo WGSNG como inspiração para o outono inverno 2010/11 (Hemisfério Norte):

O Poder da Mudança: o mundo está se recuperando (e mudando) depois da grande crise recente.

Sensory: abre novas experiências para o consumidor, trazendo calor humano para as infinitas possibilidades tecnológicas do mundo de hoje. É colorida, aceita o imprevisível.

Timelines: a tradição se encontra com a tecnologia. Valorização das memórias, reinterpretação do passado, redução do ritmo de vida.

Fair & Square: busca pelo simples, pela delicadeza. O valor do mínimo necessário sem abrir mão da modernidade. Soluções alternativas de comunicação e de design.