Arquivo do mês: janeiro 2010

autênticos docksides mr

Para comemorar os 40 anos dos docksides Sebago, Jackson Araujo assinou uma edição especial de 40 pares, a Chão de Estrelas – inspirada na canção de Silvio Caldas e Orestes Barbosa, com o tema “quem brilha, caminha sobre um chão de estrelas”.

O modelo tem as cores do Brasil e uma estrela gravada no calcanhar, com as iniciais do feliz  presenteado.

É o Jackson quem conta mais:

“Quando pensei nesse dockside, tinha uma ideia de celebrar a nova década. Pensei também em Torquato Neto, que em um de seus manifestos da Tropicália disse: “O século 21 será dos trópicos.” Assim, pensei no sapato como uma homenagem para a década que será daqueles que sabem como se equilibrar mesmo num dockside sem salto. No caso, nós, os brasileiros!!!”

O Marcelo (que aí na foto não está vestido de “doirado”) adorou e agradece!

spfw: melissa et circenses

Primeiro dia de SPFW e o circo já está armado no lounge da Melissa, no prédio da  Bienal de São Paulo. Dentro do tema Melissa et Circenses definido pela comunicação da marca, montamos uma tenda de circo contemporâneo, às avessas: na forma de uma elipse, com estruturas metálicas, iluminação sequencial e direcionada,  fechamento de lona  e acabamentos aparentes.

O ambiente é todo branco, cinza e prata; com exceção do logo MELISSA ET CIRCENSES, feito de acrílico roxo e linhas de neons nas cores da campanha.

O resto do colorido fica por conta da fantasia do circo e das  Melissas da nova coleção expostas nos trapézios – de alturas diferentes, alguns balançando, alguns girando, outros não.

-Trapezistas, equilibristas, domadoras de feras….

…Mulher elástico, a que cospe fogo e a que engole facas…

Respeitáveis Melisseiras:  o espetáculo já começou!

ROSENBAUM RESPONDE – d.conceição

Sobre o novo casarão da D. Conceição, o que mais os leitores aqui do blog querem saber:

-TELHAS: no corredor, que na casa antiga era muito escuro, usamos telhas translúcidas justamente para deixar mais claro.

-BAGUÁ: além das telhas, para deixar o corredor mais iluminado e agradável (e também porque ele  é bem comprido),  pintamos as paredes de várias cores, definindo diferentes momentos, com cores inspiradas no Feng Shui – que é uma técnica chinesa milenar de harmonização de ambientes.

O Baguá (que é essa ilustração aí de cima)  é uma das ferramentas mais conhecidas e principais do Feng Shui e serve como um mapa para organizar a casa. É dividido em 8 áreas (chamadas de Guás), cada uma relacionada a uma cor e aos setores considerados mais importantes.  A sequência de cores do corredor foi azul (espiritualidade), verde (família) e um tom de lilás que está associado à prosperidade – que, afinal, é o que todo mundo deseja para o Lar Doce Lar da D. Conceição.

-MANTA ANTITÉRMICA: usamos o Aluminosol, um isolante térmico produzido pela Isover, que aplicado sob o telhado, reduz as trocas de calor e frio com o exterior da casa, proporcionando temperaturas mais amenas e mais conforto térmico.

-EFEITOS NAS PAREDES: os efeitos são da Suvinil: o quarto lilás é o Suvinil Effect Line  Metalizado Purple;  na sala de estudos o efeito pátina e tinta lousa.

-CHUVEIROS: o aparelho que aparece nos banheiros, que reduz o consumo de energia elétrica é o da Rewatt, que também usamos na casa da família Martiniano (lembra da casa da pedreira Geise?) – mais detalhes, clique aqui  pra ver o ROSENBAUM RESPONDE – família Martiniano.

biblioteca para todos

À convite de Sylvia Pariz, responsável pela OSCIP Instituto Actos, participamos do projeto BIBLIOTECA PARA TODOS. A ideia foi criar um modelo de biblioteca para ser reproduzido nas comunidades, atendendo às necessidades e expectativas de cada uma, em lugar agradável e com equipamento adequado, para a promoção de atividades culturais e acesso de todos.  

“O design da biblioteca é um convite para uma analogia da leitura de um bom livro à sombra de uma generosa árvore. A cobertura é a copa da árvore com amplas sombras, os galhos dessa árvore são os que sustentam essa grande sombra.
O que temos de mais abençoado sao as flores e frutos dessa generosa árvore. Os livros simbolizam as flores e frutos, histórias que remetem a cheiros, cores, sabores e fantasias que uma fruta do saber nos causa! Os livros (frutos) serão a vitrine da biblioteca, deu fome ou sede de leitura, é só caminhar até as estantes que percorrem a biblioteca e colher como se fosse um delicioso fruto de histórias!”
 
O sistema de ventilação possibilita a sensação de brisa debaixo da sombra da árvore por toda a biblioteca, com entrada de ar por todos os lados e  teto vazado.
Três tamanhos: 67m2, 99m2 e 139m2.
Sistema de captação e armazenamento de água da chuva.
No entorno:bosque, pomar e horta orgânica.
Caberá à comunidade disponibilizar um terreno dentro das especificações técnicas e com infraestrutura; escolher o nome da biblioteca dentro do mundo literário e responsabilizar-se por sua gestão.
*
BIBLIOTECA PARA TODOS é um projeto de gestão do Instituto Actos, arquitetura da Rosenbaum e construção da LAO Engenharia Sustentável.