Arquivo do mês: janeiro 2010

j. borges, de bezerros para são paulo

Amanhã, sábado dia 30, 11h,  é a abertura da mostra A Arte de J. Borges: do Cordel à Xilogravura, com a presença de J. Borges.

De acordo com os curadores Pieter Tjabbes e Tânia Mills, a proposta da exposição é mostrar, além da obra, o percurso desse artista autodidata, que hoje está entre os nossos grandes artistas populares com reconhecimento internacional; seu percurso de vida e expressão artística, que abrange a literatura de cordel e a xilogravura. A montagem traz um pouco da casa do artista, fotos e gravuras de seus familiares e aprendizes e ainda  um tanto de Bezerros (sua cidade natal, no agreste de Pernambuco).

Além de admiradores de seu trabalho, J.Borges nos deu a honra de criar a logomarca e duas xilogravuras que estampam a Linha Caruaru de móveis, inspirada na Feira de Caruaru, lançada em 2009 com a Micasa.

Ao lado da logo, a foto é da  Poltrona de Pau da Linha Caruaru,  cor Amarelo Sol do Agreste, que também estará na exposição, acomodando os visitantes da sala de vídeo.

+

A Arte de J. Borges: do Cordel à Xilogravura

de 31 de janeiro a 28 de fevereiro de 2010

Caixa Cultural São Paulo

Praça da Sé, 111  são paulo sp

(11) 3321 4400

terça a domingo, das 9 às 21 h

entrada gratuita

Anúncios

melissa et circenses, spfw janeiro 10

Mais sobre o lounge.

Fotos de Douglas Garcia.

Trilha de Jackson Araujo.

o poder da mudança através do social

Dentro do contexto do Seminário de Moda e Tendências WGSN ( o post de ontem, logo aqui abaixo), onde foi proposto o tema O PODER DA MUDANÇA, o Marcelo definiu falar sobre O PODER DA MUDANÇA ATRAVÉS DO SOCIAL, como uma oportunidade importante  de amarrar o nosso  trabalho apresentado na edição passada da SPFW, nesse mesmo seminário e depois durante a semana no lounge WGSN.

Relembrando:  a macro tendência proposta na edição passada foi Conectividade. E a interpretação que demos foi CONECTAR É MOBILIZAR, transformando o lounge do WGSN num qg do projeto Oásis, empenhado na reconstrução de Santa Catarina pós tragédias climáticas 2008/09, em plena Semana de Moda de São Paulo, como um espaço pensado para ampliar e diversificar as conexões do Oásis e,  portanto, suas oportunidades de êxito.

Passados esses seis meses, nada mais gratificante do que mostrar o fruto dessa mobilização – foi o vídeo que o Marcelo apresentou sobre o trabalho do Oásis em Blumenau, e o poder de mudança que apoiar e estimular as comunidades pode trazer até nas situações mais adversas.

Essa é a síntese da conversa de ontem, que na sequência do Oásis, o Marcelo ilustrou com outros projetos do escritório, como a  Biblioteca Para Todos, o projeto de casas para o Morro Santa Marta doado para a Prefeitura do Rio e a Coleção Jalapa feita com artesãs do capim dourado do Jalapão.

O bom de contar isso aqui é conseguir cada vez mais conexões, que mobilizem mais e mais pessoas, que consigam reconhecer e ter reconhecido o seu poder de mudar. Essa é a tendência que a gente quer mais e mais seguir com nosso trabalho.

o poder da mudança

O PODER DA MUDANÇA foi o tema apresentado hoje no  Seminário de Moda e Tendência promovido pelo WGSN, no Shopping Iguatemi, evento que faz parte do calendário da SPFW. A abertura foi feita por Andrea Bisker, que é diretora WGSN América Latina; na sequência Lorna Hall que é editora chefe Retail Talk WGSN falou sobre Direção de Tendências; Simon Collin, que é reitor de moda da Parsons (Universidade de design em Nova Iorque) sobre O Poder da Mudança Através da Educação e o Marcelo fechou o evento com o tema O Poder da Mudança Através do Social.

Esses são os vídeos apresentados para ilustrar o tema O Poder da Mudança, e cada uma das macro tendências; Sensory, Timelines e Fair & Square, propostas pelo WGSNG como inspiração para o outono inverno 2010/11 (Hemisfério Norte):

O Poder da Mudança: o mundo está se recuperando (e mudando) depois da grande crise recente.

Sensory: abre novas experiências para o consumidor, trazendo calor humano para as infinitas possibilidades tecnológicas do mundo de hoje. É colorida, aceita o imprevisível.

Timelines: a tradição se encontra com a tecnologia. Valorização das memórias, reinterpretação do passado, redução do ritmo de vida.

Fair & Square: busca pelo simples, pela delicadeza. O valor do mínimo necessário sem abrir mão da modernidade. Soluções alternativas de comunicação e de design.

indaba*

*INDABA, em Zulu, significa reunir pessoas. E hoje dá nome a um dos maiores eventos criativos do mundo: o Indaba Design, que acontecerá de 24 a 28 de fevereiro, na Cidade do Cabo,  África do Sul,  na encosta de Table Mountain – segundo os organizadores e sem sombra de dúvida, por si só um monumento natural do design!

O primeiro Indaba aconteceu em 1995, num momento crucial de renovação política na África do Sul, com o objetivo de reunir cabeças criativas para dar suporte às mudanças, apostando no design e na criatividade como poderosos agentes transformadores, da sociedade e da economia.

Abrange arquitetura, propaganda, moda, artes visuais, joalheria,  design gráfico, de interiores e de produto. Já reuniu gente como Ferran Adria, Marcel Wanders, Bruce Mau, Daí Fujiwara e Patricia Urquiola, entre outros. A boa repercussão e os resultados aumentam a cada edição. E nesse ano,  em que o mundo todo está especialmente de olho na África do Sul por conta da Copa do Mundo, o desafio é ainda maior e mais estimulante.

Marcelo participará como palestrante, convidado a falar sobre o processo do design, respondendo às perguntas como e por que.  O convite foi esse; simples, livre  e motivo de grande honra: “Que suas ideias e inspiração possam auxiliar nossa causa”.

Leia como foi o Marcelo no Indaba.

E a matéria que saiu na Indaba Design Magazine.

autênticos docksides mr

Para comemorar os 40 anos dos docksides Sebago, Jackson Araujo assinou uma edição especial de 40 pares, a Chão de Estrelas – inspirada na canção de Silvio Caldas e Orestes Barbosa, com o tema “quem brilha, caminha sobre um chão de estrelas”.

O modelo tem as cores do Brasil e uma estrela gravada no calcanhar, com as iniciais do feliz  presenteado.

É o Jackson quem conta mais:

“Quando pensei nesse dockside, tinha uma ideia de celebrar a nova década. Pensei também em Torquato Neto, que em um de seus manifestos da Tropicália disse: “O século 21 será dos trópicos.” Assim, pensei no sapato como uma homenagem para a década que será daqueles que sabem como se equilibrar mesmo num dockside sem salto. No caso, nós, os brasileiros!!!”

O Marcelo (que aí na foto não está vestido de “doirado”) adorou e agradece!

spfw: melissa et circenses

Primeiro dia de SPFW e o circo já está armado no lounge da Melissa, no prédio da  Bienal de São Paulo. Dentro do tema Melissa et Circenses definido pela comunicação da marca, montamos uma tenda de circo contemporâneo, às avessas: na forma de uma elipse, com estruturas metálicas, iluminação sequencial e direcionada,  fechamento de lona  e acabamentos aparentes.

O ambiente é todo branco, cinza e prata; com exceção do logo MELISSA ET CIRCENSES, feito de acrílico roxo e linhas de neons nas cores da campanha.

O resto do colorido fica por conta da fantasia do circo e das  Melissas da nova coleção expostas nos trapézios – de alturas diferentes, alguns balançando, alguns girando, outros não.

-Trapezistas, equilibristas, domadoras de feras….

…Mulher elástico, a que cospe fogo e a que engole facas…

Respeitáveis Melisseiras:  o espetáculo já começou!