Arquivo do mês: janeiro 2010

j. borges, de bezerros para são paulo

Amanhã, sábado dia 30, 11h,  é a abertura da mostra A Arte de J. Borges: do Cordel à Xilogravura, com a presença de J. Borges.

De acordo com os curadores Pieter Tjabbes e Tânia Mills, a proposta da exposição é mostrar, além da obra, o percurso desse artista autodidata, que hoje está entre os nossos grandes artistas populares com reconhecimento internacional; seu percurso de vida e expressão artística, que abrange a literatura de cordel e a xilogravura. A montagem traz um pouco da casa do artista, fotos e gravuras de seus familiares e aprendizes e ainda  um tanto de Bezerros (sua cidade natal, no agreste de Pernambuco).

Além de admiradores de seu trabalho, J.Borges nos deu a honra de criar a logomarca e duas xilogravuras que estampam a Linha Caruaru de móveis, inspirada na Feira de Caruaru, lançada em 2009 com a Micasa.

Ao lado da logo, a foto é da  Poltrona de Pau da Linha Caruaru,  cor Amarelo Sol do Agreste, que também estará na exposição, acomodando os visitantes da sala de vídeo.

+

A Arte de J. Borges: do Cordel à Xilogravura

de 31 de janeiro a 28 de fevereiro de 2010

Caixa Cultural São Paulo

Praça da Sé, 111  são paulo sp

(11) 3321 4400

terça a domingo, das 9 às 21 h

entrada gratuita

melissa et circenses, spfw janeiro 10

Mais sobre o lounge.

Fotos de Douglas Garcia.

Trilha de Jackson Araujo.

o poder da mudança através do social

Dentro do contexto do Seminário de Moda e Tendências WGSN ( o post de ontem, logo aqui abaixo), onde foi proposto o tema O PODER DA MUDANÇA, o Marcelo definiu falar sobre O PODER DA MUDANÇA ATRAVÉS DO SOCIAL, como uma oportunidade importante  de amarrar o nosso  trabalho apresentado na edição passada da SPFW, nesse mesmo seminário e depois durante a semana no lounge WGSN.

Relembrando:  a macro tendência proposta na edição passada foi Conectividade. E a interpretação que demos foi CONECTAR É MOBILIZAR, transformando o lounge do WGSN num qg do projeto Oásis, empenhado na reconstrução de Santa Catarina pós tragédias climáticas 2008/09, em plena Semana de Moda de São Paulo, como um espaço pensado para ampliar e diversificar as conexões do Oásis e,  portanto, suas oportunidades de êxito.

Passados esses seis meses, nada mais gratificante do que mostrar o fruto dessa mobilização – foi o vídeo que o Marcelo apresentou sobre o trabalho do Oásis em Blumenau, e o poder de mudança que apoiar e estimular as comunidades pode trazer até nas situações mais adversas.

Essa é a síntese da conversa de ontem, que na sequência do Oásis, o Marcelo ilustrou com outros projetos do escritório, como a  Biblioteca Para Todos, o projeto de casas para o Morro Santa Marta doado para a Prefeitura do Rio e a Coleção Jalapa feita com artesãs do capim dourado do Jalapão.

O bom de contar isso aqui é conseguir cada vez mais conexões, que mobilizem mais e mais pessoas, que consigam reconhecer e ter reconhecido o seu poder de mudar. Essa é a tendência que a gente quer mais e mais seguir com nosso trabalho.

o poder da mudança

O PODER DA MUDANÇA foi o tema apresentado hoje no  Seminário de Moda e Tendência promovido pelo WGSN, no Shopping Iguatemi, evento que faz parte do calendário da SPFW. A abertura foi feita por Andrea Bisker, que é diretora WGSN América Latina; na sequência Lorna Hall que é editora chefe Retail Talk WGSN falou sobre Direção de Tendências; Simon Collin, que é reitor de moda da Parsons (Universidade de design em Nova Iorque) sobre O Poder da Mudança Através da Educação e o Marcelo fechou o evento com o tema O Poder da Mudança Através do Social.

Esses são os vídeos apresentados para ilustrar o tema O Poder da Mudança, e cada uma das macro tendências; Sensory, Timelines e Fair & Square, propostas pelo WGSNG como inspiração para o outono inverno 2010/11 (Hemisfério Norte):

O Poder da Mudança: o mundo está se recuperando (e mudando) depois da grande crise recente.

Sensory: abre novas experiências para o consumidor, trazendo calor humano para as infinitas possibilidades tecnológicas do mundo de hoje. É colorida, aceita o imprevisível.

Timelines: a tradição se encontra com a tecnologia. Valorização das memórias, reinterpretação do passado, redução do ritmo de vida.

Fair & Square: busca pelo simples, pela delicadeza. O valor do mínimo necessário sem abrir mão da modernidade. Soluções alternativas de comunicação e de design.

indaba*

*INDABA, em Zulu, significa reunir pessoas. E hoje dá nome a um dos maiores eventos criativos do mundo: o Indaba Design, que acontecerá de 24 a 28 de fevereiro, na Cidade do Cabo,  África do Sul,  na encosta de Table Mountain – segundo os organizadores e sem sombra de dúvida, por si só um monumento natural do design!

O primeiro Indaba aconteceu em 1995, num momento crucial de renovação política na África do Sul, com o objetivo de reunir cabeças criativas para dar suporte às mudanças, apostando no design e na criatividade como poderosos agentes transformadores, da sociedade e da economia.

Abrange arquitetura, propaganda, moda, artes visuais, joalheria,  design gráfico, de interiores e de produto. Já reuniu gente como Ferran Adria, Marcel Wanders, Bruce Mau, Daí Fujiwara e Patricia Urquiola, entre outros. A boa repercussão e os resultados aumentam a cada edição. E nesse ano,  em que o mundo todo está especialmente de olho na África do Sul por conta da Copa do Mundo, o desafio é ainda maior e mais estimulante.

Marcelo participará como palestrante, convidado a falar sobre o processo do design, respondendo às perguntas como e por que.  O convite foi esse; simples, livre  e motivo de grande honra: “Que suas ideias e inspiração possam auxiliar nossa causa”.

Leia como foi o Marcelo no Indaba.

E a matéria que saiu na Indaba Design Magazine.