Arquivo do mês: novembro 2009

pindorama tá na mesa da vizinha

Lembra do making of que mostramos aqui no blog? Pois bem, a  linha Pindorama de toalhas de plástico Rosenbaum de Coração para  Cipatex está pronta. Isso quer dizer que muito em  breve pode estar na sua mesa, ou nas melhores mesas da vizinhança – aí é com você! Veja onde encontrar pelo Brasil.

Agora com a versão oficial, esse é o catálogo:

Linha PINDORAMA  Pindorama faz homenagem à mistura de riquezas do Brasil, desde o Império, que nos alimentam até hoje de cores e sabores todo dia. Uma linha de estampas desenvolvidas para a toalha de mesa do povo brasileiro – que é de plástico, que tem o doce do coco, a delicadeza da trama e a beleza emblemática da flor do Pau Brasil.

Estampa PAU BRASIL  Do Pau Brasil ganhamos o nome, abundância e fonte de riqueza por muito tempo. Hoje, infelizmente difícil até de achar, é para sempre fonte inesgotável de significados, símbolo de nossa história, da beleza brasileira que dá flor. A estampa PAU BRASIL trama texturas, bichos e flores em contraste tropical.

Estampa COCADA Doce típico da cozinha brasileira, simples de fazer e de se apaixonar. Iguaria disputada já nos tempos da Corte, quando o Rei era sempre o primeiro a ser servido. Hoje nos tabuleiros das baianas – entre acarajés e vatapás, e nas cozinhas brasileiras de todo lugar, adoça nossos reis e rainhas da cocada. A estampa COCADA traz a poesia no traço, de referência nas xilogravuras que ilustram a literatura de cordel.

Estampa BIRRO  Chegada pelas mãos dos portugueses, foi pelas mãos ágeis e dedicadas das mulheres e filhas de nossos pescadores, que a renda bilro se espalhou pelo litoral, de norte a sul do país. Apelidou-se birro, só para melhor chamar.  Entrelaça fios para desenhar,  o que se quiser sonhar. A estampa BIRRO compõe e sobrepõe formas de rendas, criando novas formas.

anúncio

tags

A logomarca e a direção de arte das peças gráficas são obras do designer Marcelo Drummond.

*

Nos vemos no próximo churrascão!

*

noite de autógrafos dos zezinhos

Hoje é o lançamento do livro Zezinhos, Santo Antonio das Artes, pela Casa do Zezinho. Crianças da região da favela Santo Antônio (Zona Sul de São Paulo) foram fotografadas em suas próprias casas e desenharam sobre as fotos, mostrando também como elas enxergam o espaço onde vivem. A partir das 19h30, na Livraria Cultura do Shopping Bourbom.

pré-estreia da bandeirinha

Esse é o desenho do ladrilho fundamental da linha Bandeirinha, que faz parte da Coleção São João de ladrilhos que criamos para a Brasil Imperial – uma das fábricas mais tradicionais de São Paulo.

A pré-estreia será na casa do Marcelo, onde toda a área social externa será revestida de Bandeirinha: o piso ao redor da piscina, do lounge, da churrasqueira, da garagem e a calçada; meia parede da churrasqueira e o muro da fachada. Usar ladrilho hidráulico nesses lugares é super indicado, no mínimo tecnicamente,  porque o material não esquenta, é antiderrapante e é feito pra durar no mínimo 50 anos.

Depois que chegaram as amostras, a partir do ladrilho fundamental, estudamos as variações de cores e posições, para criar a paginação especial para esse projeto.

E como santo de casa nunca faz milagere, teve muito vira pra cá e vira pra lá, até chegarmos na versão final.

Mas essa também é a graça de trabalhar com estampa e ladrilho hidráulico, faz parte combinar e descombinar.  Esses já são outros estudos de paginações:

E a cartela de cores, que abre infinitas outras possibilidades:

Por enquanto a Bandeirinha está sendo finalizada e logo mostraremos as linhas  Xadrez e  Palha, que também fazem parte da Coleção São João.

do sambódromo para a piscina do marcelo

Essa semana chegou a amostra do vinil que será usado para revestir a piscina da casa do Marcelo.

Uma estampa que tem história aqui no escritório… Há uns 4 anos,  o Marcelo voltou de uma viagem ao nordeste, trazendo um manto de Maracatu. Colorido, imponente, brilhante, com cobertura de tradição, bordado pelas mãos do mestre que o vestiu. É bonito que chega a ser inquietante. O manto passou a fazer parte do nosso dia a dia. Já enfeitou vários lugares e é referência constante de estética e significados.

Usamos recortes de seus desenhos e cores em alguns dos painéis que cobriram as paredes  do camarote da Nova Schin, no sambódromo.

E forminhas de doce multicoloridas, uma a uma, para representar o bordado de lantejoulas do manto.

Aí, veio a coleção de louças Maracatu,  da Linha Brasil, criada para a Oxford, com lançamento durante a SPFW, em exposição montada no lounge do WGSN.

“Com seu rico manto bordado, o Caboclo-de-Lança é a figura mais emblemática do Maracatu Rural ou de Baque Solto, da Zona da Mata pernambucana. Encanta pela beleza colorida, óculos escuros, flor entre os dentes. Seu transe é alimentado por quinze dias de abstinência sexual e doses de cachaça com pólvora. É o Guerreiro de Ogum e carrega nas costas, sob a vestimenta sagrada, os chocalhos que marcam o ritmo eufórico da dança entre os versos entoados pelo Mestre.”

O manto já deu samba, pôs a mesa, virou exposição.

(E agora, mais uma vez,  o Marcelo vai mergulhar de cabeça na beleza do Maracatu!)

ROSENBAUM RESPONDE – bancada revestida

LUCIANA:
Olá Rosenbaum,
Adoro o seu trabalho e sempre vibro com as reformas do Lar doce Lar. Estou precisando da sua ajuda, adorei a matéria “um banheiro para chamar de seu” publicada no Festival da Casa da Leroy Merlin 2009. Gostaria de saber como oriento o meu pedreiro a fazer a bancada de concreto para revestir com pastilhas de vidro.  Abraços, Luciana Godoy

ROSENBAUM RESPONDE:

detalhe pia

Olá, Luciana! A bancada revestida pode ser feita  com várias combinações de materias, na estrutura e do revestimento. Essa que fizemos para a Leroy, por exemplo, é concreto revestido de porcelanato. A sua ideia de usar pastilhas para revestir o concreto também  funciona muito bem. Usamos em um projeto recente de um apartamento. Dá uma olhada, tem as indicações de colocação do espelho, da cuba e da torneira. Já pode servir como referência para quem for executar pra você:

projeto p

 

+ dicas RR:

*Na hora de definir as medidas da bancada, considere o tamanho da pastilha (2X2cm, 5X5cm, etc.) que será usada para revestir, para evitar pastilhas cortadas. O acabamento vai ficar muito mais bonito.

*Prefira cuba de apoio ou de sobreposição, pois se o rasgo não ficar perfeito (como é mais frequente), esses tipos disfarçam bem e também deixam melhor acabamento.

*Uma boa opção para o concreto é usar uma pedra de tipo mais barato, como a chapa de ardósia e aí revestir de pastilhas. O conjunto fica mais leve e mais econômico.