visita ao mestre j. borges

J.BORGES, ou José Francisco Borges. É dos mais importantes artistas populares do Brasil. Nascido em Bezerros, interior de Pernambuco, em 1935,  já foi vendedor de jogo do bicho, adepto da quiromancia, pedreiro, pintor. Foi vendedor de cordel, ou folheteiro como também se usa chamar,  até que a partir de 1964, passou a dedicar-se integralmente ( e como toda a sua genialidade!)  à atividade de xilogravador e poeta popular. Participou de exposições  na França, Alemanha, Suíça, Itália, Venezuela e Cuba. Recebeu vários prêmios importantes, entre eles o Prêmio Cultura promovido pela Unesco e a Medalha de Honra ao Mérito, do Ministério da Cultura.

j borges

Até os 12 anos de idade, o garoto J.Borges ainda não sabia ler, mas já sabia decor o texto do Romance do Pavão Misterioso – folheto de cordel dos mais populares da época. E dos tempos de vendedor de cordel é que vem o conselho: “O vendedor de cordel tem que completar as histórias com piadas e fazer comentários enquanto lê o poema. Precisa também fazer as trancas, superando a narrativa nas horas certas, e deixar as histórias no ar..”

Em 1972, o escritor paraibano Ariano Suassuna ficou encantado com a riqueza das imagens que Borges produzia para as capas de cordel, fez questão de  conhecê-lo, e apontou o artista como um dos mais inventivos criadores da arte popular nordestina. A amizade dos dois e a projeção de J.Borges não pararam nunca mais.

Marcelo, de passagem por Pernambuco, visitou a oficina de Borges em Bezerros, onde ele continua na ativa, trabalhando com alguns dos filhos – ao todo são 18, de três casamentos… Até o mais jovem, o Bocaro de 10 anos de idade, já exibe o gosto pela arte e a marca do talento do pai.

atelie 1

No muro, o desenho original de uma de suas xilogravuras mais conhecidas: O MONSTRO DO SERTÃO.

o monstro

monstro-do-sertao

E outros trabalhos de J. Borges que correm o mundo, tão populares e internacionais.

Cobra-cor

O-aniversario-do-macacoIemanja

OsPescadores

violeiros

E um dos seus cordeis mais vendidos:

cordel-mais-vendido

do rosto da poesia

eu tirei um santo véu

e pedi  licença a ela

pra tirar o chapéu

e escrever A CHEGADA

DA PROSTITUTA NO CÉU

 

sabemos que a prostituta

é também um ser humano

que por  uma iludição

fraqueza ou desengano

o seu viver volúvel

sempre abraçado ao engano

 

aconteceu que uma delas

morreu em certo dia

e pela vida levada,

o povo sempre dizia

ela foi para o inferno

pelos atos que fazia

(…segue)

19 Respostas para “visita ao mestre j. borges

  1. Olá
    muito bom saber um pouco mais da vida de um artista. sinceramente não conhecia os trabalhos dele. mas achei mto legal, e serve até de inspiração!!

    abs

  2. Onde posso comprar essas xilogravuras aqui em SP?

  3. Ana Tatiana Santos

    Sorte a minha que moro pertinho deste grande artista, particularmente adoro xilogravura, tenho uns quadrinho, na verdade são pedras de ceramica com xilogravuras pintadas, adoro, tem uns lindos aqui, se falar que a literatuda de cordel é muito inteligente e divertido.
    Parabéns por postar sobre o assunto, assim as outra pessoas vão conhecer melhor nosso artistas.

  4. Esse é um gênio da xilogravura.

  5. Eu amo xilogravuras. Acho lindo demais. Acho uma técnica que ao mesmo tempo que parece ser muito simples, é muito rica, as figuras expressam muito sentimento.
    =)

  6. Sou bezerrense, e fiquei muito alegre em saber q vc teve em nossa regiao apreciando ,nossa gente,nosso artesanato em gravatá,a xilogravura de j.borges, e mais utilizando no lar doce lar, tudo q viu , um abraçao pra vc ,sucesso!!! quem sabe um dia tu num vem aki em casa?!rsrsr bjo

  7. Fiquei muito feliz em vê essa reportagem de J.borges e Muito orgulhoso em ser seu sobrinho e afilhado. sem dúvida ele é o mais importante artista da família, sem ele nenhum de nós teriamos nossa profissão.
    Um forte abraço.

    • Caro Severino, como entusiasta da arte de seu tio, gostaria de encomendar uma peça, se puder por favor informe o contato, ok? Muito obrigada, um abraço, Marissa

  8. É um orgulho para nós pernambucanos,
    esse grande xilogravurista que retrata a cultura
    do nosso povo.

  9. Terra que emana cultura por onde se anda. Carnaval, frevo, maracatu, caboclinhos, ciranda, caboclos de lança, santeiros de Ibimirim, Olinda, Alto do Moura-Caruaru, Tracunhaém, J.Borges – Bezerros, Mestre Jaime-Salgueiro, Ana das Carrancas – Petrolina. Tudo é orgulho e inspiração para nós pernambucanos.
    Grata Rosebaum pelo espaço criado enfocando nossa terra.

    Angela

  10. Pingback: rosenbaum: suécia no nordeste | Minas de Ouro - G l a m u r a m a - Por Joyce Pascowitch

  11. Pingback: j.borges e a linha caruaru « rosenbaum®

  12. Como bezerrense e arquiteta fiquei orgulhosa de ler esta reportagem e saber que você visitou minha cidade e um dos artistas mais importantes que temos. Abraços

  13. oi, queria passar para vc release de mostra do j borges que abre no dia 30 de janeiro de 2010 na caixa cultural de sp. pode me passar seu email? um abraço e obrigado,

  14. Pingback: j. borges, de bezerros para são paulo « rosenbaum®

  15. Onde posso comprar a obra do artista?

  16. Ivaldo Batista Costa

    Gosto de ver e mostrar esse nordeste cheio de talentos. Parabéns J.Borges. Um abraço do escritor e aprendiz de cordelista IVALDO BATISTA

  17. Pingback: Linha Caruaru de Marcelo Rosenbaum : Depto51

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s