Arquivo do dia: setembro 12, 2008

amanhã tem lar doce lar

Anúncios

notícia: revista da casa online leroy merlin

PERFIL

Marcelo Rosenbaum

É difícil achar quem nunca tenha ouvido falar de Marcelo Rosenbaum hoje em dia. Aos 39 anos, o carismático e perfeccionista designer atua está mais de duas décadas no ramo e comanda, desde 1992, o Rosenbaum Design, escritório que atua nas áreas de design de interiores, cenografia, curadoria e consultoria em espaços residenciais e comerciais de diversificados segmentos do mercado.

Para todos os gostos e bolsos
Rosenbaum assina móveis e louças para grandes redes, lojas-conceito e galerias no exterior. Pisos e papéis de parede para grandes indústrias são concebidos por ele. Cenários de eventos, lounges e desfiles – assim como casas noturnas, bares e restaurantes – saem de sua imaginação direto para a realidade. Isso sem mencionar os projetos residenciais, alguns deles exaltados em publicações internacionais.

Brasil, brasileiros, raízes culturais, bom humor, pluralidade, sonho, realidade, auto-estima, imperfeição, popular, impermanência, mistura, simplicidade, reutilização, conforto, memória, beleza são as palavras/conceitos que guiam e transparecem em seu variado portfólio.

Pela democratização do design
Foi capitaneando o quadro “Lar, Doce Lar”, no Caldeirão do Huck (sábados, às 14h30, na TV Globo), que Rosenbaum definitivamente caiu no gosto do povo. No ar desde 2006, o “LDL” traz o designer em ação nas casas de brasileiros “comuns” e mostra como o design pode transformar o estilo de vida e trazer mais auto-estima para seus habitantes. Em sua terceira temporada, o quadro é assistido atualmente por 40 milhões de pessoas.

Rosenbaum atribui o sucesso do LDL a questões já abraçadas por seu escritório: “O aspecto social faz parte do nosso pensamento e permeia vários outros projetos”, explica. “Acredito que é por isso que o retorno de um trabalho de tanta visibilidade, como o Lar, Doce Lar, é sempre tão grande. Passa a verdade que está por trás.”

There is no place like home
A famosa frase “Não há lugar como nossa casa”, do filme O Mágico de Oz, também é uma idéia muito presente no trabalho do designer. “Uma casa vira lar quando a gente passa a morar de verdade nela. A ocupar os espaços. A se sentir acolhido. Quando ela é capaz de contar nossa história de todos os dias”, diz Rosenbaum.

Diferente de profissionais que listam o certo e o errado, na opinião do designer não há valores absolutos. Sua dica de decoração não é prática, mas sensível: “Tudo aquilo que representar algo da nossa vida, da nossa história, vale o investimento. Esse critério, naturalmente, muda de pessoa pra pessoa”, arremata.

Marcelo Rosebaum também assina a Revista do Festival da Casa, distribuída gratuitamente nas lojas Leroy Merlin até 27/10. Lá ele dá dicas e sugere ambientes distintos. Não perca!