As páginas negras da Trip

 

Anúncios

Uma resposta para “As páginas negras da Trip

  1. Chutar o balde não seria a expressão correta, melhor: encher o balde. Afinal, com tudo dentro, dá pra compreender melhor seu universo, popularmente conhecido pelo programa em parceria com o Luciano. Mas seu universo é ainda maior, complexo e esplêndido. Vem da sua essência e percepção do mundo, das pessoas e do encontro dessas duas partes. Geralmente com o design e a arquitetura, aliados ao bom gosto, temos uma receita gostosa, mas que se torna harmoniosa quando apimentamos isso com o bom senso, com a lucidez e com o nosso próprio estado de espírito. Isso se traduz perfeitamente em seus projetos e quando você cita que “a casa é quase como a alma”… é complementar, pois a casa é nosso íntimo, onde estamos e vivemos, onde sonhamos o que plantaremos pelas ruas do mundo, a casa é nosso alimento e conservá-la apenas materialmente como uma vitrine das tendências atuais é lamentável. Sinto que já brota em alguns cantos desse mundo um novo conceito de sociedade, longe ainda do perfeito e desejado – mas homens como você dão o tom que esse sonho precisa para alavancar promissores dias. Onde dignidade, conforto, educação e cultura tem prioridade e destaque.
    Parabéns Marcelo e bons ventos, sempre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s